Nesse video o Caio explica o que é Al Sakhra...

Al Sakhra

Quem é do Evangelho... é do Evangelho! E de Deus recebeu tal revelação...


Vem&Vê TV

A Maior aventura sobre a Terra | Movimentos do movimento



Quando olho para Jesus e o reconheço intimamente como alguém a ser seguido, como um modelo perfeito de homem, como um exemplo perfeito de conduta, sinto-me feliz e, ao mesmo tempo, assustado... Feliz, porque na esfera da conduta, não há nada que Jesus tenha feito que eu não possa imitá-lo. Ao mesmo tempo, é justamente a simplicidade das coisas que ele faz que torna as coisas tão assustadoras. Não estou falando de quando ele multiplica os pães, ou de quando ele anda sobre as águas, ou de quando ele transforma água em vinho. Bem sei que poderia fazer estas coisas, caso ele me colocasse em situações onde as tais fossem necessárias e me concedesse temporariamente o poder de ir além das leis da física. Não, não são estas coisas, porque não foi para estas coisas que ele me chamou.

Conheça as “Piranhas de Jesus”



Conheça Annie Lobert, ex-prostituta dedicada a uma única missão: salvar as piranhas de Las Vegas.

Lobert e sua missão de fé, que ela batizou de “Hookers for Jesus” [Piranhas de Jesus, em tradução livre], serão o tema de “Hookers: Saved on strip“, documentário em três partes. Esse programa especial do canal Investigation Discovery estréia dia 8 de dezembro, nos EUA.

Um novo site no ar: Comunidade Caio Fábio | Leitores e Ouvintes



Amigos,

No sábado, dia 20 de novembro de 2010, coloquei no ar um novo site chamado “Comunidade Caio Fábio – Leitores e Ouvintes”.

A motivação primária era fazer uma pesquisa-triagem e transcrever alguns bons testemunhos e pensamentos contidos na comunidade orkutiana homônima: “Caio Fábio – Leitores e Ouvintes”, onde sou moderador, junto com o Moisés, a Ana, o Bento e o Juliano. (E o Fausto, moderador honorário. Rs!)

Precisamos de seu apoio para seguirmos ajudando essas crianças

Nigéria | Missão Way to the Future - Diário II

Terça-feira, 16 de novembro de 2010.

Caminho Naçoes

Começamos o dia cedo, trabalhando nos diários da viagem; seguimos para o CRARN, pois hoje seria o dia em que o Leo (fotógrafo) e o Carlos iriam cadastrar cada criança, para podermos ter a história de cada uma delas bem como suas medidas, para futuras doações. Enquanto aguardávamos, no orfanato, que os meninos se organizassem para começar a catalogação de dados, ficamos um tempo brincando com as crianças e, como sempre, foi especial – e tão doloroso na hora da partida. O Leo aproveitou para agilizar os últimos preparativos para o passeio até a praia com as crianças, o que aconteceria na quarta-feira. Delegou algumas coisas para o Vitor e Godwin (ambos voluntários do CRARN).

Nigéria | Missão Way to the Future - Diário I


Sexta-feira, 12 de novembro de 2010.

Nossa partida para a Nigéria estava se aproximando. Chegamos ao aeroporto as 20:00, o dia havia sido cheio de grandes milagres: a chegada do dinheiro ao Reino Unido, o visto da Ayla que saiu apenas horas antes da partida, e a passagem dela, que no dia anterior havíamos reservado pela internet por um valor muito acima do que havia sido pago individualmente pelo restante da equipe. Mas foi surpreendente que ao chegarmos para pagar, no aeroporto, não apenas o valor estava menor que o das outras passagens compradas com bastante antecedência, como também o atendente colocou a Ayla na mesma classe em que ia a equipe, sem que precisássemos pagar nenhuma diferença de valor. Além disso não tivemos nenhum problema com a troca de moeda: a atendente nos disse que caso voltássemos sem ter utilizado todo o dinheiro, ela o trocaria em moeda local para nós sem cobrar nenhuma taxa.

Missão Way to the Future - Chegamos em Eket




MISSÃO WAY TO THE FUTURE
Chegamos em Eket

Ola meus amados!

Chegamos ontem, sábado a noite, em nosso destino final, em Eket². A viagem foi cheia de atrasos, como a mudança de um trecho que trocou em uma hora de voo e outra de carro por "uma hora e 15 minutos de voo mais 3 horas de carro (!) com direito a pneu furado naquelas estradas bem iluminadas que alguns de vocês já conhecem. Mas tudo correu com segurança, graças a Deus.

Hoje estamos nos preparando para descer até Oron³, para nossa base, depois de visitarmos o Orfanato.

Leonardo Rocha – Eket / Akwa Ibom¹
Way to the Nations

¹ Akwa Ibom: é um dos 36 estados da Nigéria, localizado na região do Delta do Níger, com uma população de mais de 5 milhões de pessoas e mais de 10 milhões na diáspora.
² Eket: é a segunda maior cidade de Akwa Ibom, um dos centros urbanos mais importantes com mais de 800 mil habitantes (LGA), ocupa a porção central ao sul do estado. Eket também se refere a um grupo étnico que vive na região e sua linguagem. [veja o mapa]
³ Oron: é a terceira maior cidade de Akwa Ibom, com cerca de 250 mil pessoas, e também, é o terceiro maior grupo étnico do estado.

Não tente pagar à Deus - Por Carlos Bregantim


Mensagem ministrada pelo Brega no I Encontro das Estações do Caminho em Atibaia / SP. Uma mensagem maravilhosa que fará bem ao seu coração... Ouça!

Venha junto nesta missão... Ore... e ajude contribuindo!

Clique para saber como contribuir

Quando oro por você, oro para que... Por Calor Bregantim


Quando oro por você, oro para que...

Oro para que o amor em você aumente cada vez mais em conhecimento e em toda percepção.

Oro para que você saiba discernir o que é melhor afim de que você seja puro e irrepreensível até o dia de Cristo.

Missão Nigéria - To the future! - Marcelo Quintela

TO THE FUTURE!
Marcelo Quintela

Gente querida da Geração do Fim,
Quero atualizar a todos sobre o andamento da Missão PEQUENINOS NA NIGÉRIA. Por favor, parem um pouquinho para "ouvir"...

I - O QUE MAIS ESPANTA

Marcelo

 

2010 está acabando e, pensando nos caminho do “Caminho” na Nigéria, chama atenção o fato de que se nós não estivéssemos fazendo o que estamos fazendo, ninguém estaria!
Ir ao campo foi como desvirginizar uma mata densa e desconhecida que, de tão alta, não permite qualquer vislumbre do que virá a frente. Com exceção da ONG inglesa, não há um apelo da sociedade por ajuda alguma. Quero dizer, como pode algo tão trágico ser também ainda tão inédito aos ouvidos e olhos de todos? Diferente da AIDS, dos refugiados, da desnutrição e do trabalho escravo, a estigmatização de crianças-bruxas ainda não é fonte de preocupação internacional quanto à África contemporânea. O mundo já sabe até do preconceito contra crianças albinas na Tanzânia, mas não sabe que mais de 10 mil outros pequeninos foram amarrados ás árvores ou chutados para fora das vilas até morrer! (Mesmo a igreja – que tem manifestado na última década especial atenção ao provimento de recursos para o esforço evangelístico dos países islamizados – mantém seus olhos fechados a um fenômeno de tamanha urgência nos campos do Senhor).